Descoberta: as vindimas no vale do Douro

Retirando o seu nome do rio que o atravessa, o vale do Douro é o berço dos vinhos do Porto e possui algumas das vinhas mais bonitas e antigas do mundo. Terra de tradições e de conhecimentos adquiridos pela experiência, o vale do Douro constitui ainda hoje a herança dos Portos CRUZ.


O ordenamento dos socalcos das vinhas nas encostas acidentadas do vale impossibilita a mecanização das vindimas. A colheita das uvas faz-se manualmente e permite que os vindimadores procedam a uma seleção minuciosa dos cachos. Concluídas as etapas de colheita e de separação do engaço, dá-se início ao pisoamento, durante o qual a polpa e o sumo são libertados sem que as grainhas sejam esmagadas (etapa sempre realizada utilizando os pés nas quintas tradicionais).

A adição de aguardente durante a fermentação é denominada "abafamento": trata-se de uma etapa crucial que permite parar a transformação do açúcar em álcool e que confere aos vinhos do Porto toda a doçura e riqueza que os caracterizam. A última etapa de elaboração pode demorar vários anos: trata-se da maturação. Realiza-se num barril, num tonel ou em garrafas e pode durar várias décadas.


A Porto CRUZ, orgulhosa da sua herança, trabalha respeitando as tradições para criar vinhos do Porto de qualidade que saberão satisfazer os palatos mais exigentes.

Redescubra a especialização da Porto CRUZ através das nossas várias safras topo de gama: Vintage, Colheita, Late Bottled Vintage e Special Reserve.


Boa degustação.