Saber tudo sobre os vinhos do Porto Tintos

Desde as denominações para a conservação, passando pela degustação, Porto Cruz responde às suas perguntas mais frequentes.


1. QUAL É A DIFERENÇA ENTRE UM RUBY E UM TAWNY?

Os Portos Ruby e Tawny constituem duas famílias de vinhos do Porto bem diferentes, mas ambos provêm de castas tintas. O Porto Ruby é um vinho amadurecido em cubas de forma não oxidativa (ou seja, não sofreu qualquer oxidação, entrando em contacto com o ar), conservando um caráter fresco e frutado e uma cor profunda que vai do vermelho rubi ao púrpura. Os Late Bottled Vintage (LBV) e Vintage são vinhos provenientes de um único ano e que pertencem à família dos Ruby, cujo envelhecimento e aperfeiçoamento continuam assim que são engarrafados.

O Tawny, por seu turno, é envelhecido em balseiros de carvalho durante um período médio de 4 anos. O seu tipo de envelhecimento, denominado oxidativo, que permite o contacto com o ar circundante através da madeira, confere ao vinho notas mais doces e apimentadas e uma cor de mogno com reflexos dourados. Quanto mais tempo o vinho passa nos balseiros de madeira, mais se desenvolvem os aromas complexos e de frutos secos.

2. O QUE É UM PORTO RESERVE?

De estilo Ruby ou Tawny, um Porto denominado Reserve é uma mistura de vários vinhos, de diferentes envelhecimentos, com o intuito de obter um produto mais complexo, redondo e equilibrado.

O Porto CRUZ Special Reserve, de tipo Tawny, é envelhecido em tonéis de carvalho durante uma média de 6 anos.

3. QUAL É A DIFERENÇA ENTRE UM LBV E UM VINTAGE?

Os Late Bottled Vintage (LBV) e os Vintage são vinhos provenientes de castas tintas qualitativas oriundas de um único e mesmo ano excecional. São vinhos com notas concentradas de frutos vermelhos e de frutos negros muito maduros. O Vintage é considerado a quintessência do vinho do Porto.

Os Vintage são engarrafados dois anos após a vindima e continuam a sua evolução durante 20 a 50 anos em garrafa, por vezes até mais. São vinhos de envelhecimento cuja complexidade dos aromas se desenvolve com o tempo. Os LBV são, por seu turno, engarrafados cinco anos após a vindima e estão prontos a consumir a partir do dia em que são comprados.

4. DURANTE QUANTO TEMPO SE PODE CONSERVAR UMA GARRAFA DE VINHO DO PORTO ABERTA?

A duração de conservação do Vinho do Porto depende do tipo de vinho e das condições de conservação. As períodos que se seguem são referidos a título indicativo pelo Instituto dos Vinhos do Porto e do Douro (IVDP)

• Ruby / Ruby Réserve: 8 – 10 dias após a abertura
• Tawny / Tawny Réserve: 3 – 4 semanas após a abertura, conservando de preferência num local fresco.
• Porto Tawny com indicação da idade (de 10 a 40 anos): 1 a 4 meses após a abertura. Os mais jovens devem ser consumidos com prioridade.
• Colheita: 1 a 4 meses após a abertura (Os mais jovens devem ser consumidos mais rapidamente). Conservar de preferência num local fresco.
• Vintage: 2 dias após a abertura
• LBV: 10 dias após a abertura